fbpx

Como fazer seu filho gostar de frutas e legumes?

Muitos pais que querem proporcionar uma alimentação saudável aos filhos, no entanto, encontram uma grande resistência por parte dos pequenos. Uns não querem nem provar os vegetais, outros não gostam mesmo e aí é aquele monte de boquinha fechada e cabecinha fazendo “não”. Como mudar isso?

Essa rejeição pode acontecer em dois momentos:

  1. Quando as crianças estão começando a comer alimentos sólidos
  2. Ou quando já são mais crescidas e sabem negar claramente.

Para pais de primeira viagem ou não, a alimentação infantil sempre representa um desafio que pode acontecer mais cedo, logo na introdução alimentar ou mais tarde, quando elas são maiores e mais enfáticas ao dizer ‘não’ para alimentos que muitas vezes nunca sequer provaram.

Confira algumas dicas para te ajudar nessa missão!

1. Dê o exemplo

A criança sempre aprende melhor através do exemplo, não importa a idade. Ela não irá aceitar um bolinho com brócolis se os pais estiverem arrasando na pizza. O que eles comerem é o que ela entenderá como o correto para a vida dela. Se seu filho o vê ingerindo o alimento ‘X’, pensa ‘por que eu vou comer o diferente do restante da minha família? Portanto, seja exemplo!

2. Tenha paciência

Tem muito adulto com trauma porque foi forçado a comer determinado alimento na infância. Por isso a paciência é fundamental, especialmente para as crianças em fase de introdução alimentar, em que ela está descobrindo um mundo novo de sabores, aromas, texturas e temperaturas. A palavra de ordem é ‘persista’, mas não force. Ofereceu algumas vezes e o bebê recusou? Troque os legumes usados na próxima papinha e ofereça novamente a que foi recusada depois de uns dois dias. Mude a apresentação da comida também. Conforme esse universo vai sendo desbravado e a criança sente-se mais segura, ela aceitará melhor o novo alimento.

3️. Inclua eles na compra

Leve as crianças maiores à feira ou sacolão e diga que elas irão escolher o alimento especial daquela semana! A maioria adora esse ambiente colorido e movimentado!

4. Estabeleça desafio semanais

A cada semana, destaque uma receita nova para que a criança prepare com os pais e vocês possam conversar sobre esse alimento saudável.

5️. Permita que a criança toque no alimento

As mãozinhas também fazem parte dessa descoberta, e elas sempre querem isso quando são pequenininhas. E para os maiores, convide-os para preparar a refeição com você! As crianças são colaborativas e entendem o ato de cozinhar como uma brincadeira em que aprendem e sentem-se úteis ao fazer parte também desse momento da rotina da família.

Leia também: método BLW, você conhece?

2 Comentários

  • Silvana
    Muito útil essa informação, estou tendo dificuldade com minha Laura de 2 anos.
    • Dra Bruna Briones
      😘

Deixe um comentário

: )