fbpx

O temido refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é mais comum do que a gente imagina! A maioria dos bebês tem um pouco de refluxo, que é o famoso “gorfinho de leite” após as mamadas. Ou quando ele se agita demais e o leite acaba voltando.

O refluxo pode ser fisiológico, por imaturidade, ou ser Doença do Refluxo quando causa sintomas indesejados ou complicações que comprometem o desenvolvimento do bebê.

O refluxo fisiológico é comum em bebês pequenos, logo após o nascimento, já que:

  • O bebê é todo molinho e suas estruturas musculares que deveriam ser bem fechadas para o leite não voltar são também mais “molinhas” ou fracas;
  • O bebê passa a maior parte do tempo deitado;
  • O bebê só toma líquido no início da vida, o que aumenta a chance de voltar do estômago.

O refluxo, apesar de na maioria das vezes não ácido em bebês até dois meses, pode ocasionar dor e, consequentemente, irritabilidade. Para avaliarmos, e sabermos diferenciá-lo entre fisiológico e doença é necessário que o pediatra faça um score. Ou seja, um questionário, onde podemos pontuar os sintomas do bebê

Os sintomas podem ser: número e volume de regurgitações, irritabilidade, engasgos, soluços frequentes, perda de peso, entre outros. O tratamento do refluxo deve ser feito primeiramente com medidas posturais, que ajudam no esvaziamento gástrico. E, nos refluxos fisiológicos, geralmente são suficientes. Essas medidas consistem em deixar o bebê mais tempo elevado após a mamada, uso de travesseiros anti-refluxo e pausa nas mamadas. Podemos fazer um post somente sobre isso!

O tratamento também pode consistir em medicamentos e fórmula específica (para bebês que já mamam fórmulas), porém sempre prescritos por um médico. Outra medida que pode ser realizada é diminuir a oferta de uma mamada, diminuindo o intervalo entre as mamadas. Ou seja, dar menos leite por vez, mas ofertar mais vezes. Isso nem sempre é possível, principalmente quando o bebê está em aleitamento materno. Nesse caso o pediatra orienta quanto deve ser dado e qual intervalo a ser seguido. Espero ter ajudado!

Leia também: amamentação e os benefícios para o seu bebê

Comentário

Nenhum comentário neste post. Faça o primeiro.

Deixe um comentário

: )